Vacinas Antes da Trip

Toda viagem, independente do destino, demanda uma série de preparativos e providências. E estar com as vacinas em dia é uma delas. Muito mais do que uma exigência imigratória de alguns países, – clique aqui para ver a lista – estar vacinado previne doenças que podem interromper sua viagem ou, nos casos mais graves, nem deixá-lo partir. Nesse tema, a Febre Amarela é uma das maiores preocupações dos viajantes. Mas fique tranquilo: o procedimento é bem fácil e aqui você encontra todas as informações necessárias.

O primeiro passo é buscar um Posto de Saúde (municipal ou estadual ou, ainda particular) e pedir a vacina contra a Febre Amarela. Ela é gratuita e (quase) não dói! Segundo a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – para estar protegido contra febre amarela o viajante deverá ser vacinado no mínimo dez dias antes de sua viagem. Esta vacina terá validade de dez anos, devendo ser novamente administrada até o final desse período. Uma vez vacinado, você receberá o Cartão Nacional de Vacinação.

Com o Cartão Nacional de Vacinação e um documento oficial de identificação com foto em mãos, basta ir a um Centro de Orientação ao Viajante e solicitar a emissão do Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia – CIVP, que é o documento que comprova a vacinação contra a febre amarela e/ou outras doenças.

Para agilizar o processo, sugere-se que o viajante faça um pré-cadastro  no site da ANVISA. Mas nada impede que você vá direto ao Centro de Orientação ao Viajante mais perto de sua casa (só não conta para a atendente que foi aqui que você leu isso!!! rsrsrs).

O Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia é gratuito e emitido na hora. A validade do CIVP corresponderá ao tempo de validade da vacina.

CIVP – É gratuito, rápido, (quase) não dói e você não precisará se preocupar com ele por um bom tempo.

E aí, já fez o seu?

Rodrigo Siqueira

Rodrigo Siqueira

Gaúcho, advogado por formação, instrutor de mergulho e mochileiro por opção. Acredita no turismo simples, sem frescuras. Viaja não só para visitar lugares, mas também para conhecer diferentes culturas, interagir com o povo local e experienciar o novo. Não consegue mais não viajar. Sempre com um mapa à mão, pronto para escolher o próximo destino.
Rodrigo Siqueira

TravelerBR