Browsing Tag

Gastromundo

Delícias tailandesas – uma volta pelos melhores sabores do país

Uma das coisas que alguns viajantes mais buscam durante uma viagem é, sem dúvida, imergir na cultura local. E essa imersão pode ser feita através das mais variadas maneiras, as quais renderiam um post específico à respeito. Entretanto, uma das formas mais lídimas de resgatar o incessante desejo de estar inserido de fato nas atividades genuínas de determinado povo se dá por intermédio da gastronomia. E fazendo um trocadilho bem clichê, a Tailândia é um prato cheio para tanto.

A gastronomia tailandesa ganhou destaque mundial nos anos 60, graças à presença de soldados americanos durante a Guerra do Vietnã. Um típico prato tailandês pode ser definido com uma fusão inteligente e precisa de ingredientes distintos que, como resultado final, despertam as sensações do doce, do apimentado, do azedo e do salgado, na grande maioria das vezes duas ou mais delas mescladas.

Jazz nos trilhos

Não tenho dúvida que você, leitor(a), já frequentou diversos bares na sua vida. Alguns modernos, outros caros, uns com aquele petisco delicioso, outros com aquele visual incrível e até aquele bem botecão mesmo, com cerveja barata, só para dar risada com os amigos. Mas agora te faço uma pergunta: Você, por acaso, já esteve em algum bar dentro de um vagão de trem, em uma estação ferroviária desativada?! Caso a resposta seja não, deveria colocar na lista.

Se ficou curios@, basta ir ao BTNK, um bar super cool que ocupa o vagão de trem do ano de 1918, na agora reformada estação ferroviária da Mooca – logo ao lado do Museu da Imigração – na cidade de São Paulo.

Chocolate de Belize

Se você pensa que a gastronomia de Belize se resume a peixes e frutos do mar, está enganado. Muito mais do que tais iguarias – também deliciosas! –, o pequeno país é referência na produção de chocolates.

E não é à toa que o país leva esse título. O processo é bastante artesanal e criterioso. Tudo começa nas pequenas propriedades familiares localizadas no extremo sul de Belize, onde o cacau é plantado e colhido. Retirado os grãos da polpa, a matéria prima é deixada fermentar, ao sol, envolta em folhas de bananeira. São escolhidos os melhores grãos para serem torrados e, após essa etapa, eles são separados da casca. Agora o chocolate começa a nascer.