Um dia de preguiça na Playa Blanca, em Cartagena

Quando planejei visitar Cartagena estava decidido a não ir à praia, pois havia escutado de diversos viajantes que a costa não era lá essas coisas e, além disso, pelo meu itinerário, eu estaria chegando das paradisíacas ilhas de San Andrés e Providência. No entanto, ao colocar meus pés na histórica cidade colombiana, o calor me fez mudar de ideia.

Decisão tomada, estava determinado: ia passar um dia inteiro apenas relaxando, fazendo absolutamente nada, na Playa Blanca, na Ilha Barú, considerada a praia mais bonita de Cartagena.

TravelerBR - Playa Blanca -1
Playa Blanca, pertinho de Cartagena: Nada mal, hein?!

Assim, optei por pegar um day tour com a agência Juan Ballena Travel Experiences e foi a melhor coisa que poderia ter feito, pois não tive preocupação nenhuma e consegui cumprir exatamente o que tinha me proposto: relaxar, fazendo absolutamente nada em uma praia caribenha.

O dia foi espetacular! Cheguei cedinho ao Muelle de La Bodeguita, um píer de onde saem os barcos para a Playa Blanca. Lá você deve pagar um imposto municipal no valor de COP$ 14.500 (aprox. US$ 5). Você recebe um ticket para o almoço – incluído no valor do tour – e aguarda chamarem seu nome para o embarque.

TravelerBR - Playa Blanca -2
Muelle de La Bodeguita

Uma vez no barco, a viagem até a Playa Blanca dura aproximadamente 1 hora. Os barcos são relativamente pequenos e às vezes, dependendo do clima, você pode pegar alguma ondulação e sair bastante molhando. Então vale a dica de levar uma dry bag (ou saco plástico mesmo) para guardar seu telefone, carteira, câmera etc. Ahh.. e se você é daqueles que enjoa em barcos, não custa nada tomar aquele dramin algumas horas antes.

Nesse tour você tem duas opções: desembarcar na Playa Blanca ou seguir um pouco mais até o Aquário. Se você pretende conhecer as espécies marinhas do aquário ou fazer snorkel ao redor dele – esses passeios são pagos à parte –, é só continuar no barco – mais uns 20 minutinhos de navegação. Agora, se sua ideia, assim como foi a minha, é curtir mais a praia, ficando mais tempo jogado na areia, recomendo descer ali mesmo e não visitar o aquário.

A Playa Blanca é realmente linda! Típica praia caribenha, com água azul turquesa e areia branquinha. Por outro lado, o crescimento do turismo é o grande responsável por ela estar sempre lotada, sendo famosa entre os viajantes por ser um pouco “muvuca”.

TravelerBR - Playa Blanca -3
É gente!!

Mas se você seguir os conselhos que recebi da agência Juan Ballena, os quais passo a compartilhar com vocês, não tem erro! Tenho certeza que você vai curtir muito por lá! Aí vão então:

Como escapar da multidão (parte I) – como comentei acima, a praia é bastante lotada. Uma das maneiras de “driblar” essa multidão é logo ao desembarcar (no fervo), caminhar para o lado esquerdo, depois que acabam as barracas de vendas. Não sei se o povo cansa e desiste da caminhada, ou se gosta de ficar no fervo mesmo, mas o fato é que o fim da praia é bem mais tranquilo.

TravelerBR - Playa Blanca -4
Quer fugir do povo?! Vai para o lado esquerdo

Como escapar da multidão (parte II) – outra forma de se “livrar do povo” – ou pelo menos amenizar a situação – é evitar ir durante o final de semana. Isso mesmo, se seu calendário de viagem permitir tente ir durante o dia da semana.

Como escapar da multidão (parte III) – essa é para os ninjas! Depois das 4 da tarde a praia fica praticamente deserta, pois aqueles turistas que vão apenas para passar o dia retornam para Cartagena. Se você tiver tempo livre, e quiser, dá para pegar um hotel e caminhar praticamente alone por aquele paraíso. Não há opções de luxo. A maioria dos hotéis são bem simples, mas se é justamente essa a proposta, acredito que uma noite por lá seja o ideal.

TravelerBR - Playa Blanca -5
Fique uma noite por lá – sossego garantido

Assédio dos vendedores – Esse é um item que você deve ler com muita atenção. Onde tem turista tem gente vendendo quinquilharias para turistas. E na Playa Blanca não seria diferente. No entanto, lá os vendedores têm uma “tática” bem desleal, invasiva e pega turista. Vendedores de ostras, por exemplo, te oferecem uma unidade dizendo que a primeira é de graça. Aí você come e diz um “gracias”, em um portunhol fajuto. Aí então ele diz que você tem que pagar, que nada é de graça por lá e assim por diante. Já viu o circo, né?! Se você realmente quiser comer ostras uma dica é negociar o preço antes de consumir a iguaria – que é uma delícia, não!?. Outro segmento que tem que abrir o olho é o das massagistas! Elas te oferecem uns minutos grátis. Você aceita e logo vem 3: uma nos pés, outra nas costas e outra nas mãos. Mesmo papo! Quando você agradece e diz que não quer mais elas cobram pelos serviço. Além desses exemplos, tem vendedores de pulseirinhas, de pedras, de souvenir, de brincos de pérola – que são super baratos mesmo! Se quiser adquirir peça para o vendedor colocar fogo no brinco. Se realmente for de pérola não irá derreter. Enfim, para todos eles, nada que um convincente “No, Gracias” não resolva.

TravelerBR - Playa Blanca -6
O comércio em Playa Blanca é intenso!

Refeições – Na Playa Blanca você vai encontrar muitos restaurantes, um ao lado do outro. Em que pese a grande quantidade, o cardápio é praticamente o mesmo em todos eles: peixe frito, arroz de coco, banana frita (patacones), salada e limonada. Esse almoço está incluído no tour do Juan Ballena. Caso você não queira, você tem um desconto de COP$ 10.000 (aprox. R$ 11), mas com esse valor você só consegue comprar uma água por lá. Comi esse pescado e achei bem gostoso. É bem simples, mas eu gostei. Se você não gostar pode fazer um upgrade no seu prato ou levar seus próprios snacks.

TravelerBR - Playa Blanca -7
Peixe frito, arroz de coco, patacones e salada – Delícia!

Dicas gerais – E por fim seguem uma dicas gerais de toda e qualquer praia: levar protetor solar – o sol é muito forte por lá! -, cuidar os seus pertences na beira da praia, beber água, e assim por diante.

Lembro que essas dicas não são para assustar ou mesmo para fazer que você desista de visitar esse paraíso; muito pelo contrário! São apenas recomendações para que você aproveite a Playa Blanca ao máximo.

Por volta das 3 da tarde é hora de encontrar o seu barco – grava bem o nome dele – e retornar para Cartagena.

TravelerBR - Playa Blanca -8
Hora de pular no barco e voltar para Cartagena

E assim foi meu dia de preguiça na Playa Blanca! Se você levar em conta essas dicas, não tenho dúvida que sua experiência será incrível.

[tline]Informações que você precisa saber:

O Juan Ballena é uma agência online destinada a pessoas que desejam descobrir a maravilhosa cidade de Cartagena e arredores de uma forma mais genuína, mais autêntica. Para tanto, oferece um serviço personalizado, com um preço justo. Se o espanhol não é seu forte, sem problemas, pois o trato do site é feito no bom e velho português.

O Juan Ballena presta aos viajantes diversos tipos de tours, subdivididos em duas categorias: Mais autênticos – experiências diferenciadas, tais como visita ao mercado público local, degustação de café colombiano, etc – e Mais Populares – praias, city tours, etc –. Além disso, O Juan Ballena tem outros serviços úteis como transfers do/para o aeroporto e para outras cidades.

Reservas são necessárias e você pode fazer através do email info@juanballena.com, pelo telefone +57 311 703 2934 ou através do formulário de contato do site deles. Falando nisso, vale a pena dar uma olhada no site do Juan Ballena (tem muita coisa legal lá! Inclusive várias dicas de Cartagena), na Fanpage do Facebook e no Instagram.

O TravelerBR fez o tour para a Playa Blanca em parceria com o Juan Ballena Travel Experiencies.

Rodrigo Siqueira

Rodrigo Siqueira

Gaúcho, advogado por formação, instrutor de mergulho e mochileiro por opção. Acredita no turismo simples, sem frescuras. Viaja não só para visitar lugares, mas também para conhecer diferentes culturas, interagir com o povo local e experienciar o novo. Não consegue mais não viajar. Sempre com um mapa à mão, pronto para escolher o próximo destino.
Rodrigo Siqueira

Related Posts