Nazu City Hostel – Onde ficar em Guayaquil, Equador

Independente se você vai a Guayaquil apenas para esperar seu voo para Galápagos – o que eu acho uma pena, pois a cidade é bem bacana e merece uma visita -, ou se você vai ficar alguns dias para explorar suas atrações, não há melhor opção de hospedagem que o NAZU City Hostel.

O NAZU City Hostel é um espaço diferenciado e tem uma proposta bem cool e descontraída, o que faz você se sentir à vontade. A decoração é bastante clean e moderna, com espaços bem definidos e agradáveis.

O melhor da comida de rua em Cartagena

Uma das melhores formas de imergir na cultura de um determinado local é por intermédio da sua gastronomia. Os alimentos dizem muito sobre o território, a população e seus costumes. Quando as iguarias são comercializadas nas ruas, pelo povo local para o povo local, mais genuína ainda se torna a experiência.

E já que o assunto é esse, aproveito para confessar uma coisa: não posso ver uma banquinha de rua que já vou correndo dar uma espiada para ver o que é. Geralmente provo de tudo que é vendido (e nunca morri por isso!!). Assim, quando vi que a agência juanballena.com tinha um tour específico de “Comidas de Rua” não deu outra: coloquei imediatamente na minha lista de coisas a fazer em Cartagena, Colômbia. Abaixo conto para vocês, queridos leitores, como foi esse saboroso passeio (literalmente!):

Mergulhar só com peixes?! Que nada! Na ilha de Páscoa o que vale mesmo é mergulhar com um Moai!

Não há dúvida que a principal atração da Ilha de Páscoa são os moais – gigantescas estátuas monolíticas, em forma de cabeça, misteriosamente esculpidas pelo povo Rapa Nui com o uso de ferramentas artesanais. Milhares de turistas visitam a ilha para conhecerem tais gigantes, os quais podem ser encontrados por diversas partes daquele território, em diferentes formas e tamanhos. No entanto, há um desses moais – sim, apenas um que nem todos podem ver de perto, sendo privilégio apenas de mergulhadores certificados.

Visitar um lugar já conhecido, ou não visitar? Eis a questão!

Algumas das dúvidas que rodeiam a cabeça de todo e qualquer viajante são essas: Vale a pena visitar um lugar já visitado?; Será que não é melhor eu conhecer algum lugar que eu ainda não fui?. Pois bem, como tudo na vida, retornar a um lugar já desbravado tem seus prós e contras.

Uma grande vantagem de regressar a um lugar que você já esteve antes é estar familiarizado com o que você vai encontrar. Ou seja, não ter algumas “surpresas” pode ser um fator bastante positivo. Me refiro aqui a aquelas situações não tão agradáveis, como por exemplo, o assédio dos vendedores de rua, a precária infraestrutura do lugar, e aí por diante. Basicamente, quando não fantasiamos como será o lugar (leia-se, quando não criamos demasiada expectativa), a chance de possíveis frustrações são significamente minimizadas.

Que tal percorrer o Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves/RS, de uma forma diferente? Que tal de Bike?

Se você deseja percorrer o incrível Vale dos Vinhedos de Bento Gonçalves, no coração da Serra Gaúcha, mas já não tem mais paciência para o “sobe e desce” de uma van; muito menos para os tradicionais guias de turismo conduzindo você para lá e para cá; ou ainda para dirigir seu próprio carro, quando tem que se privar das generosas degustações de vinhos, por que não experimentar o roteiro em bicicleta!?

O que fazer em Montreal

“Moraria fácil em Montreal” – Essa foi a primeira coisa em que pensei quando comecei a escrever esse relato. Os motivos? Logo você vai saber…

A bela Montreal está localizada na ilha de mesmo nome, banhada pelo majestoso Rio Saint Laurence, que com seus 1.198km de extensão conecta a região dos Grandes Lagos. A cidade ostenta em seu centro o morro Mont-Royal, origem do nome da cidade (faz sentido, não!?).

French Quarter: O bairro mais animado de New Orleans

Por um bom tempo ao escutar o nome “New Orleans” por aí, a primeira coisa que me vinha à cabeça era Mardi Gras – o mundialmente conhecido carnaval da cidade. No entanto, precisei visitar NOLA – assim chamam os locais – para ver que a diversão não dura apenas uma semana, mas sim o ano todo.

E é no French Quarter onde tudo acontece. O charmoso bairro fica às margens do Rio Mississipi e é o mais antigo de New Orleans. Basta uma simples caminhada para já observar a arquitetura peculiar dos prédios, com a mescla das influências crioula, espanhola, francesa e americana.

Liveaboard no Arquipélago de Abrolhos – Bahia

O Arquipélago de Abrolhos é o conjunto de 5 ilhas – Siriba, Sueste, Guarita, Santa Bárbara e Redonda – dispostas em forma de arcos, restos da borda de uma antiga cratera vulcânica. Está localizado há aproximadamente 70 km da costa baiana e desde 1983 é considerado como Parque Nacional Marinho por abrigar ecossistemas únicos, além de estar na rota de reprodução e migração de diversas espécies

Dicas de Victoria, BC – Canadá

Capital da província de British Columbia, essa pequena cidade localizada na parte sul da Vancouver Island faz você ter a sensação de estar dentro de uma snowball – aquelas lembrancinhas de vidro, em formato de bola, que quando balançadas fazem nevar.

A cidade é simplesmente encantadora! Com estações do ano bem definidas, a capital se transforma em cada uma delas. Um dos pontos mais turísticos, sem dúvida, é o Inner Harbour. Durante os meses mais quentes, o lugar é

RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagens

2016 veio com tudo mesmo! O ano mal começou e já tem novidade na área!

Agora o TravelerBR é membro da RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagens, que é uma comunidade composta por mais de 650 blogueiros que postam artigos sobre diferentes temas diretamente ligados a turismo e viagens. O site da RBBV também funciona como um diretório das dicas dos blogueiros viajantes e, sendo seus posts divididos por continentes e países – inclusive com a data da última viagem ao local –, é uma excelente ferramenta para encontrar aquelas dicas preciosas que somente quem esteve pelo destino pode dar.