Byron Bay – a queridinha hipster da Austrália

Olá pessoal!!! Hoje venho dividir com vocês um pouquinho de Byron Bay, a cidade que morei por 4 meses – agosto a novembro/2017. Se você nunca ouviu falar dela, é uma boa oportunidade para conhecer a “queridinha hipster” da Austrália.


Byron Bay é uma cidade pequena e super turística. Embora sua população seja de apenas 9 mil habitantes, na alta temporada esse número sobe para 25 mil. Byron – como é conhecida pelos locais – fica no Estado de New South Wales – Nova Gales do Sul, em português –, a 800 km ao norte de Sydney, 175km ao sul de Brisbane e a apenas 90km ao sul de Gold Coast.

A cidade possui praias lindas e muita natureza. Difícil não se encantar com suas paisagens.

Uma das lindas paisagens que você encontra em Byron Bay

Byron reúne também uma atmosfera moderna, descolada e vibrante. Artistas de rua, pessoas bonitas e estilosas caminhando nas ruas com um copo de café na mão, de forma despreocupada, muitas vezes descalças – até mesmo no inverno! – deixando um clima todo cool no ar.

Street Art nas ruas de Byron

Outra coisa bastante interessante é ser a bicicleta – geralmente beach cruise bikes – o principal meio de transporte entre turistas e locais. Em uma curta pedalada você tem acesso a vários pontos interessantes da cidade.

Atrações turísticas não faltam por Byron. A começar pelo icônico Farol de Byron Bay, o Cape Byron Lighthouse! Sem dúvida é o símbolo mais representativo da cidade, levando centenas de turistas diariamente ao local. E isso tem um porquê: ele fica no ponto mais ao leste da Austrália. O Farol foi estabelecido em 1901 e automatizado no ano de 1989. No seu interior há o Museu Marítimo, cuja entrada é baseada em gorjetas. O Lighthouse é perfeito para você ter uma vista privilegiada da cidade – pode ser inclusive tomando um café, já que há uma cafeteria por lá – e, entre os meses de maio e outubro, é possível ainda avistar baleias e golfinhos.

Do centro são apenas 3,5km e você pode chegar ao Farol até mesmo caminhando – as trilhas são bem fáceis, sinalizadas e vão contornando as praias! Se você for de carro/moto há estacionamento dentro do parque (AUD$ 8 para carros e AUD$ 4 para motos, por hora). Antes do parque, em um mirante para Tallow Beach, há também estacionamento, com o valor de AUD$ 4 por hora – mas você terá que caminhar cerca de 300 metros.

Vale muito a pena dar uma conferida no Apex Park, uma área verde super concorrida, localizada na frente da praia principal, em que as pessoas estendem a canga – ou sentam na grama mesmo – para assistir a um show de algum artista local que se apresenta em troca de contribuição, ver o entardecer, bater papo ou simplesmente relaxar olhando a praia.

Apex Park – Point de turistas e locais

Imperdível também é uma caminhada pela Broken Head Nature Reserve – ao ladinho da Tallow Beach. O parque fica a apenas 8k do centro de Byron e é incrível. Há uma trilha curtinha, excelente para experenciar um pouco da flora e fauna da região – inclusive com a chance de encontrar cangurus! Nessa trilha há alguns pontos para observação, tendo como destaque o mirante da Pedras das Três Irmãs – Three Sisters Rock.

Reza a lenda que 3 irmãs nadavam por ali e uma delas foi dragada pela correnteza. As outras duas nadaram para salvá-la, mas também foram tomadas pela água. Na verdade é apenas uma história contada pelos Aborígenes Australianos, como forma de aviso para suas crianças, alertando que se ali nadassem seriam transformadas em pedras.

E já que falei “praias”, Byron conta com uma orla repleta delas, para todos os gostos. Começando pela mais ao norte, tem a Belongil, uma das preferidas de “pais e mães de cachorros”, já que é dog friendly e você pode levar seu cãozinho para passear.

Belongil – Dog Friendly, ideal para levar seu cão para uma caminhada

Descendo para o Sul de Byron tem a The Wreck Beach, nomeada assim já que tem os destroços de um navio encalhado. Essa praia é boa para o surfe e perfeita para assistir ao pôr do sol. No final da tarde reúnem-se artistas locais, os quais fazem um verdadeiro show batucando seus tambores em contemplação ao pôr do sol.

Batucada clássica no pôr do sol na The Wreck Beach

A próxima é a praia principal de Byron, a Main Beach. Ela tem uma longa faixa de areia, excelente para uma caminhada. É a mais frequentada, já que fica justo no centro da cidade.

Main Beach – A praia principal de Byron Bay

No finalzinho da Main inicia a Clarkes Beach. Gosto muito dela no final de tarde, já que há por lá um mirante em que se vê toda a extensão da areia e também a Julian Rocks, que é o ponto de mergulho de Byron Bay. A Clarkes é uma ótima pedida para os iniciantes no surf.

Mirante da Clarkes Beach – que tal essa vista?

Na sequencia há a Little Wategos e a Wategos, ambas lindas. Wategos é a última praia antes do ponto mais oriental da Austrália, o Cape Byron – falei dele acima.

Virando a “esquina”, encontramos a Tallow Beach, a praia mais extensa de Byron Bay. Junto ao Cape Byron está o Cosy Corner, um dos pontos preferidos pelos surfistas locais, já que por lá quebram ondas perfeitas. A Tallow se estende até o pé da Broken Head Nature Reserve e é um ótimo lugar para nadar, pescar, observar aves, baleias e golfinhos – ou se atirar na areia e ficar de bobeira mesmo.

Eu avisei que boas opções não faltam, né?!

Mas se você é do tipo que prefere “fazer coisas” a ficar jogado na areia, em Byron Bay você encontrará diversas atividades, como Surf você fazer aulas ou apenas alugar uma prancha e cair na água. Diversos locais em Byron alugam pranchas; Yogaa cidade é repleta de opções para quem gosta de praticar yoga, desde aulas avulsas (a partir de AUD $5) até retiros especializados; Mergulhoo principal ponto de mergulho de Byron é a Julian Rocks. Muita vida marinha, incluindo tubarões da espécie Grey Nurse Shark e Wobbegong Shark. É possível escutar as baleias durante a imersão. Experiência sensacional! Indico muito a Sundive, escola em que eu trabalhei. Você encontra também Tours em caiaque para avistar baleias e golfinhos, Paraquedismo e até mesmo Balonismo.

Galera surfando na Clarkes Beach

No centro de Byron Bay é onde está a maioria das lojas, cafeterias, restaurantes e comércio em geral. As lojas refletem o clima cool da cidade, com estabelecimentos bastante descolados.

Os restaurantes seguem a mesma linha, muitos com design minimalista, moderno e hipster.

Quer dicas de onde comer?! Tira o print das minhas indicações então: O melhor hambúrguer é, sem dúvida, o da Main Street Burguerexperimente o da casa, uma delícia; Comida mexicana curto a do Chihuahua, um minúsculo estabelecimento dentro de uma galeria na rua principal; Japonês gosto do Kinoko e do Japanese Kitchen. Um legítimo Poké havaiano você encontra no Finn Poké. Se você quer algum local um pouco mais refinado, ideal para uma ocasião um pouco mais especial, tem o St. Elmo e o Italian at the Pacific. Se quiser algo doce tem um brownie de raspas de coco por apenas AUD$ 5 no Spark Express! Eles aquecem e você sai comendo na hora. Muito bom! Ah… e funciona 24 horas, perfeito depois do barzinho ou da balada!

Há também, nas terças feiras à tardinha/noite, no Cavanbah Center (uns 5 kms do centro de Byron) a noite da pizza! Vale muito a pena ir. São uns italianos que fazem pizzas totalmente artesanais e as vendem por lá. Muitas vezes rola música ao vivo. A dica é chegar cedo, pois costuma lotar.

E se você quer ter uma experiência diferenciada com a gastronomia, em um ambiente inusitado, uma ida ao The Farm é obrigatória. O The Farm é literalmente uma fazenda a qual, no seu interior, há o restaurante The Three Ducks. Há também uma cafeteria e padaria. Tudo de excelente qualidade, além do local ser lindo. Sugiro um almoço em um dia bonito ou uma tábua de frios ou qualquer outro petisco no final da tarde.

E se você curte um bom café, você não pode deixar de ir ao Byron Fresh, que tem música ao vivo e um Chai Latte sensacional (o melhor de Byron!)! Procure meu parceiro Léo Becker, um brasileiro muito gente boa que trabalha lá! Outra cafeteria que é bem moderninha e gostosa é a Combi, que além dos ótimos cafés tem boas opções de smoothies.

Byron Fresh – O melhor chai latte da cidade

Se você deseja opções, digamos, mais etílicas, você pode tomar algo no badalado Beach Hotel Bar, perfeito para um happy hour; Se a proposta é mais tranquila, pode sentar em uma das mesas na calçada do The Northern. Fã de esportes?! Vá ao Sticky Wicket Sports Bar, que costuma lotar ao sábados por volta do meio dia em razão das transmissões de lutas e outros esportes.

Para um bar mais noturno tem o Railway Friendly Bar, que é minha opção preferida para tomar algo e escutar música ao vivo. O Railway funciona também durante o dia e o squid and chips de lá é muito bom. Quer dar uma esticada na noite de Byron? Há o Cheeky Monkey’s, mas tenha em mente que o público é bem adolescente/jovem.

Um outro programa legal se você gosta de cerveja boa é o tour degustação de cerveja artesanal promovido pela Stone&Wood. O tour dura uma hora, é feito na própria fábrica da cervejaria, custa apenas AUD$ 20 e você recebe 5 amostras das cervejas produzidas pela marca, além da explicação do processo de fabricação. Bom demais, né?! Gostei tanto que fiz post específico, o qual você pode conferir clicando aqui. Esse vale muito a pena colocar na lista de coisas para fazer em Byron!

Uma outra dica boa é ficar de olho no calendário de eventos da cidade. Byron é palco de festivais de música, cinema e outras atrações culturais. Há feiras de artesãos e produtores rurais que rolam praticamente todos os finais de semana, sendo a mais famosa a Byron Sunday Market, que acontece no primeiro domingo de cada mês. Indico muito!!

E as atrações não param por aí! Em uma curta distância de Byron há inúmeras cidadezinhas interessantes para conhecer, como Suffolk Park, Brunswick Heads, Lennox Head, Bangalow, Ocean Shores, Mullumbimby, Minnion Falls etc.. Mas isso já é papo para um outro post. 


E me conta… gostou de conhecer um pouco mais sobre Byron Bay? Deu vontade de ir? Já foi?

Deixe seu comentário abaixo!

Rodrigo Siqueira

Rodrigo Siqueira

Gaúcho, advogado por formação, instrutor de mergulho e mochileiro por opção. Acredita no turismo simples, sem frescuras. Viaja não só para visitar lugares, mas também para conhecer diferentes culturas, interagir com o povo local e experienciar o novo. Não consegue mais não viajar. Sempre com um mapa à mão, pronto para escolher o próximo destino.
Rodrigo Siqueira

Related Posts

  • Diego Ramos

    Parabéns pelo post e blog, ganhou um seguidor!

    • Olá Diego! Muito obrigado pelo carinho! Fico contente que tenha gostado! No que precisar estou à disposição! Austrália é um país simplesmente incrível!